MAGAZINELUIZA

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Presidente Donald Trump expande sua política pró-vida contra abortos cirúrgicos, mas não contra a contracepção, a educação sexual imoral e a agenda gay

Julio Severo
O noticiário da Rede de Televisão Cristã dos EUA está informando que o governo de Trump expandirá de forma significativa a Política da Cidade do México.
A Política da Cidade do México, iniciada pelo Presidente Ronald Reagan em 1985, impede o financiamento com dinheiro de impostos para grupos que realizam e promovem abortos no exterior, mas não impede assistência internacional contraceptiva e homossexual. A ordem garante que milhões de dólares dos EUA continuarão a ir para assistência médica e humanitária que fornecem contracepção e educação sexual. Só não subsidiará abortos cirúrgicos no exterior.
A Política da Cidade do México tem sido cíclica nas políticas americanas, com Reagan, Bush e Trump a apoiando, e Bill Clinton e Obama a revogando. Se o próximo presidente americano for um democrata, ou socialista, ele irá revogá-la.