MAGAZINELUIZA

segunda-feira, 3 de abril de 2017

JUSTIÇA É JUSTIÇA!

E confessará o seu pecado que cometeu; pela sua culpa, fará plena restituição, segundo a soma total, e lhe acrescentará a sua quinta parte, e a dará àquele contra quem se fez culpado.Números 5:7
É obvio que eu também concordo com a frase "todos merecem uma segunda chance" isto é fato, e não há o que discutir.
No entanto, ter uma segunda chance não significa que a pessoa, erre, e fique impune pelos seus atos.
Não, é por ai não! Precisamos ser responsáveis por tudo que praticamos. Temos por obrigação de responder pelos frutos das nossas escolhas. Todos sabem muito bem, o que é certo, e o que errado, todos tem total discernimento das coisas que podem destruir ou edificar, porém, tantos se colocam no lugar de Deus, acham que está acima do bem e do mal, que nada pode lhes tocar. 
Muitos pensam que são imune das suas transgressões, dos seus delitos, dai se apressam a realizar o desejo de seus corações ruins, achando que não haverá Justiça para detê-lo. De palavras de falsidade te afastarás, e não matarás o inocente e o justo; porque não justificarei o ímpio. Êxodo 23:7
Alguém tem algum direito para tirar a vida de outra pessoa?
Alguém tem algum direito de usurpar ou roubar o que é de outros? 
Alguém tem algum direito sobre algo que não lhe pertence? 
Entretanto, tantos assim procedem! E nós vamos acatar as coisas como se nada estivesse acontecendo?
Vamos inocentar os culpados porque temos que ser maleáveis, passar as mãos pela cabeça destas pessoas, compactuando com o mal?
E a pessoa que foi prejudicada, a família que ficou destruída, a vida que foi dizimada, como fica? Por acaso, não estaríamos nós, sendo omissos com a verdade e cumplices do mal?
A vida é feita de escolhas, aquilo que escolhemos para nossa vida é o que vai traçar a nossa trajetória. A vida é uma escada, que tem degraus de subida e de descida, nós é quem decidimos para que lado andar, se para cima ou para baixo. De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados. Lamentações 3:39.
É muito fácil depois de cometer seus desejos maléficos, a pessoa vir mostrar um falso arrependimento, é fácil enganar, ludibriar, distorcer e corromper.
E a Sociedade tem que acatar, porque nós temos que dá uma segunda chance?
A segunda chance que essa pessoa deve ter é a credibilidade de que ela não irá cometer o mesmo erro, não é, ela sendo culpada, a tornarmos inocente, enquanto do outro lado existem vidas que foram destruídas por causa desta pessoa. Que Justiça ordinária é esta, que sepultam o inocente e liberta o réu?
A justiça precisa prevalecer! O que o ser humano planta, ele tem que colher, ou seja, ele tem que responder por aquilo que ele pratica, ou que faz. Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Gálatas 6:7.
Não é justo alguém se prevalecer da idade que tem para matar uma pessoa inocente, um trabalhador honesto, e ganhar liberdade porque é de menor. E nós, ainda termos que ficar quietos, aceitarmos.
A justiça de Deus é implacável, não há pecadinho ou pecadão, errou, tem que responder.
Obviamente que não estamos na Lei de Moises "dente por dente, olho por olho", não nos cabem ser Juízes e legislar em causa própria, ou conforme os nossos conceitos.
Mas, nos cabe o direito de termos discernimento, entender que, o que é justo precisa prevalecer, e a Justiça tem que imperar, caso contrario, as pessoas vão continuarem a fazer o que bem quiserem e se esconderem atrás de alguma coisa. O Senhor é longânimo, e grande em misericórdia, que perdoa a iniqüidade e a transgressão, que o culpado não tem por inocente, e visita a iniqüidade dos pais sobre os filhos até a terceira e quarta geração. Números 14:18.
Não pode uma pessoa destruir a outra, e depois se beneficiar, porque ela é famosa, tem dinheiro, tem poder. Não pode alguém arruinar com a vida de outros e ficar por isso mesmo, não arcar com a justa penalidade regida por Lei.
Cadê a Justiça? Porque aqueles que se acham maiorais tem que burlar as Leis para defender causas injustas, sem se importar com a dor que outros sentiram?
Isto é terra de ninguém, ou ainda há pessoas de Índole, com dignidade, que não se sujeita a viver compactuado com as injustiças, com a leviandade? 
Com Deus é assim, Ele nos perdoa de todas as nossas iniquidades, se, confessarmos e abandonarmos os nossos pecados, no entanto, isto não nos exime de responder pelas consequências dos nossos erros, perdoados já estamos, não podemos pecar mais, isto é, ter uma segunda chance.
O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia.Provérbios 28:13
Prevaricar contra as Leis para esconder os erros dos culpados é se tornar mais culpado do que o transgressor.
Deus é justo jamais Ele tomará o culpado por inocente.
Pra. Elza Amorim Carvalho
Convite para ministrar: Elzacarvalho68@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário