MAGAZINELUIZA

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

UM BOCADO DA VERDADE

Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz Efésios 5:8 

A palavra nos diz que, se nós, como povo de Deus, nos humilhamos diante Dele, bu scando de todo coração a sua f ace, Ele nos ouvirá dos altos céus, e tirará de nós as nossa s iniquidades e sarará nossa Nação.
Ele nos libertará das algemas da cegueira espiritual e nos encaminhará para vermos a sua gloria, Ele romperá de nós, as nossas vestimentas oriunda da nossa natureza perversa, e nos vestirá com roupas de santidade. Ele removerá de nós os grilhões que prendem a nossa alma na escuridão do pecado e nós fará mensageiros da sua luz. E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. 2 Crônicas 7:14
O ponto de partida para vermos o agir de Deus é reconhecermos nossa condição de pecador e, consequentemente, nos derretermos diante Dele. Abrirmos o nosso coração com toda a sinceridade da nossa alma, almejando Dele, o seu perdão e as suas misericórdias. 
Isto é, nos convertermos a Ele com todo o nosso ser. Deixarmos de ser quem éramos, e, passarmos a ser uma nova criatura, condicionada e direcionada pelo agir Dele. Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.2 Coríntios 5:17.
Isto significa deixar literalmente de ser, o antigo homem, a antiga mulher, submersos no pecado, e nos tornarmos pessoas que nasceram de novo, possuidores do novo de Deus, pessoas que não vivem mais dentro da sua própria vontade, mas faz tudo o necessário, para que a sua vontade esteja no centro da vontade de Deus. Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. Gálatas 2:20
Conversão é aversão a tudo o que fazíamos antes, então, se hoje somos realmente Cristãos, passamos a sentir repúdio as coisas que fazíamos quando ainda não conhecíamos o Evangelho de Cristo, porque houve em nós uma mudança súbita, já não somos mais os mesmos, e se, a nossa mente foi renovada, nosso modo de vida tem que está transformado.
Mas, se a nossa mente nos arremessa saudosamente para nosso passado, se as coisas antigas, aliada ao pecado, ainda faz efeito em nossa vida, se os prazerem pecaminosos que sentíamos outrora, ainda tem legalidade em nós, precisamos tomar muito cuidado, porque ainda estamos mais para o pecado, do que para a santidade.
Se as nossas lembranças nos leva a recordarmos os caminhos tortuosos que vivíamos, se alguma coisa referente aos prazeres do mundo, ainda tem legalidade em nós, pode ter certeza disto, mesmo que tenhamos anos dentro de uma igreja, ainda não nos convertemos, possa até ser, que, já demos o primeiro passo, mas ainda teremos que caminhar bastante para chegar lá.
Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; Efésios 4:22
Precisamos ter muita cautela, tirarmos as vestimentas do velho homem de nós, permitirmos que, a nossa capa de pecado caia de nossos ombros. Não nos deixarmos ser induzidos por qualquer que tenha ligações com aquilo que outrora nos satisfazia, porque ainda há uma linha em nós que pode nos puxar e nos levar para trás, e se vacilarmos, o inimigo pode nos arremessar no chão. Como o cão torna ao seu vômito, assim o tolo repete a sua estultícia. Provérbios 26:11.
Se de fato já nos convertemos ao Evangelho de Jesus Cristo, em nós não pode haver engano.
Se já formos mergulhados em Jesus, mentira não pode fazer parte do nosso cardápio. Inveja, traição, usurpação, falsidade, luxúrias, injustiças e similares, são itens excluídos da nossa alimentação, do nosso cotidiano. 
Se a nossa vida está embasada naquilo que está dentro da palavra de Deus, se há dentro de nós veracidade quando pronunciamos que somos de Deus, da nossa entranha tem que emanar: justiça, retidão e verdade ao bocado.
Quem é de Deus abandona o mal, se distancia das trevas, fica longe do pecado, e busca se aproximar de Deus.
Quem é de Deus não fala levianamente, não jura enganosamente, não contribuir para o mal prevalecer.
Quem é de Deus tem os seus lábios selado pelo Espirito Santo, a mente transformada pela verdade, e tem o coração desembaraçado do mal.
Quem de certo já se converteu procura manter a vida em sacrifício suave, no altar de Deus.
Você já se converteu? Pense Nisso!
Pra. Elza Amorim Carvalho
Pequena Serva Em Serviço Do Reino de Deus.
Essenciadedeus2012@gmail.com
Convite para ministrar: Elzacarvalho68@ gmail.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário