MAGAZINELUIZA

sexta-feira, 10 de junho de 2011

NOTA DE ESCLARECIMENTO - PEC 23-2007

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A PEC 23/2007 foi votada, em primeira votação, e a bancada evangélica e Católica da ALERJ, compreendeu da mesma forma que eu, Deputado Édino Fonseca.
O texto votado foi: não discriminar e não beneficiar qualquer pessoa por sua orientação sexual.
Após a votação, relendo o texto e observando o equívoco, chamei a atenção de evangélicos e católicos para o fato de que havíamos sido enganados, pois, o texto, na verdade, dizia: não discriminar, NÃO TRAZER PREJUÍZO e não beneficiar, onde eu entendi que NÃO TRAZER PREJUÍZO é que poderia ser aplicado penalidade, que a nosso ver traria prejuízo àqueles que discordassem da orientação homossexual.
 Na data marcada para a segunda votação, nos arregimentamos para derrotar tal projeto. Vendo os autores que iriam perder, usaram a estratégia em retirá-lo de pauta para que a matéria seja rediscutida conosco. Seguramente vamos derrotá-lo. Sei do meu compromisso com Deus e da minha consciência.
Cabe esclarecer ainda que não sou primário nesta questão. Quem vem levantando a tese sobre os danos que poderão ser causados às famílias e, principalmente ao segmento religioso, sou eu, o Deputado Édino Fonseca.
Desde a luta pela modificação do Código Civil, que transformava as igrejas evangélicas em associações, eu, deputado Édino Fonseca, vinha denunciando em programa de rádio, televisão, e através de minhas fitinhas (as famosas fitinhas) e depois cd’s. É interessante que pessoas apareçam como “salvadores da pátria”. Naquela época diziam que o deputado Édino Fonseca vivia assustando as igrejas com suas teses e que era um agitador, um terrorista.

Onde estavam eles na batalha da mudança do Código Civil que transformava as igrejas em associações? Onde estavam eles quando eu fazia as audiências públicas na Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro e em outros estados debatendo sobre o Novo Código Civil e o movimento homossexual? Onde estavam eles quando eu percorri o Brasil todo para recolher mais de um milhão de assinaturas para mudar o Novo Código Civil? Este movimento iniciado por mim, com um grupo de deputados federais e um bom número de líderes religiosos, elaborou o Projeto sancionado pelo presidente da república que transformou novamente as Igrejas em Instituições Religiosas de Direito Privado. Onde estavam eles quando na calada da noite, o PL 122 foi aprovado com somente 20 deputados em plenário, num final de ano? Onde estavam eles quando eu disse que teria que se recorrer a CCJ da Câmara ou ao STF? Onde estavam eles quando eu derrubei a pensão Gay, aprovada na ALERJ, no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro por trinta (30) votos a zero (0) ? Onde estavam eles?
Hoje, são repetitivos em copiar as teses do deputado Édino Fonseca de 10 anos atrás, condenando as artimanhas do movimento homossexual.
Por isso sempre apareci na lista entre os 10 maiores inimigos do movimento homossexual no mundo.
Sou pastor há 42 anos, nunca mudei minha posição,nunca me omiti, continuo o mesmo, não negocio meus princípios.
Deputado Estadual Édino Fonseca

edinofonseca@alerj.rj.gov.br
(21) 2588-1219 / 2588-1618

www.twitter.com/edinofonsecawww.facebook.com/deputadoedinofonseca

Orkut - Deputado Édino Fonseca